quarta-feira, 21 de novembro de 2007

Técnicas surrealistas

Além do Cadavre Exquis, os artistas do movimento surrealista exploraram outras técnicas que, em termos plásticos, lhes permitiram explorar os efeitos do acaso e a livre associação de ideias, libertando o acto criativo do controlo da Razão.

Nexte contexto, é particularmente interessante referir aos alunos o caso de Max Ernst, um dos artistas mais significativos do movimento surrealista, que explorou várias destas técnicas.

Estas cinco imagens dos seus trabalhos são alguns exemplos das muitas que ele explorou, de forma exemplar:

- o dripping (deixar cair sobre a tela pingos ou gotas de tinta, que servirão de base a uma pintura - só mais tarde e para uma proposta de trabalho diferente é que farei referência ao trabalho de Jackson Pollock e ao Expressionismo abstracto)

- a decalcomania (espalhar tinta espessa sobre a tela, cobrindo-a (ainda molhada) com papel ou folha de alumínio. Retirar esta folha, antes que a tinta seque.

- a frottage (utilizando um lápis de grafite ou de cor, desenhar uma mancha sobre uma superfície texturada, ficando esta desenhada na folha de papel)

- a colagem

Dando continuidade ao trabalho desenvolvido na disciplina de Desenho e depois de ter mostrado diversos exemplos de artistas surrealistas, propus aos meus alunos que realizassem trabalhos de exploração de algumas das suas técnicas.



Apresento aqui alguns dos melhores exemplos realizados pelos meus alunos:

(frottage-collage de Diogo Maia)
(técnica mista de Joana Portela Dias)
(dripping de Tânia Silva)
(técnica mista de Daniel Monteiro)
(técnica mista de André Moutinho)("Abanografia" inspirada nas sismografias de Mário Cesariny, realizada por André Avelelas, Daniel Monteiro, Diogo Maia, Hugo Vieira, Ivo Freitas, Joana Dias e Jorge Correia)
(colagem de Joana Moreira)
(colagem de Joana Portela Dias)

6 comentários:

Diogo Maia disse...

Penso que o texto explicativo sobre as técnicas surrealistas está bastante esclarecedor.
Os trabalhos estão espectaculares. Deste modo a professora Vera está de parabéns.

Vera Viana disse...

Obrigada pelo comentário, Diogo.
Mas sem os vossos trabalhos tão bons, nada disto seria possível.
Obrigada, pois, e parabéns também para vocês.
Que este possa ser mais um incentivo para vocês darem asas à vossa imaginação e libertarem a vossa criatividade...

jorge correia disse...

Devo admitir que todos os trabalhos aqui apresentados estão todos muito bons, parabéns aos autores..:)...e com trabalhos com tanta qualidade a visita aqui ao "estaminé" ja é obrigatória|

Avelelas disse...

o "estaminé" está a subir de kualidade, kuando e k a Fundação Serralves nos dedica uma exposiçao?

Grandes trabalhos, :D

Anónimo disse...

Procurava algo mais abrangente ao surrealismo em si e não especificamente de um artista siop

vera viana disse...

Não percebi o seu comentário.
O objectivo deste post não foi o de documentar o surrealismo (não falta informação sobre o assuntos pela internet), mas de mostrar os trabalhos realizados pelos meus alunos a propósito da exploração, em aula, de algumas técnicas surrealistas.